Top
Manica – Travel Discover Mozambique
fade
17
page-template-default,page,page-id-17,mkd-core-1.2.1,mkdf-social-login-1.3,mkdf-tours-1.4.1,translatepress-pt_PT,voyage-ver-1.8.1,mkdf-smooth-scroll,mkdf-smooth-page-transitions,mkdf-ajax,mkdf-grid-1300,mkdf-blog-installed,mkdf-breadcrumbs-area-enabled,mkdf-header-standard,mkdf-no-behavior,mkdf-default-mobile-header,mkdf-sticky-up-mobile-header,mkdf-dropdown-default,mkdf-fullscreen-search,mkdf-fullscreen-search-with-bg-image,mkdf-search-fade,mkdf-side-menu-slide-with-content,mkdf-width-470,mkdf-medium-title-text,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 

Manica

Localizada no interior do Centro do País, tem como limites a Norte a Província de Tete, a Sul as Províncias de Inhambane e Gaza, a Leste a Província de Sofala, e a Oeste o Zimbabwé.

A Província de Manica encontra-se numa das zonas mais elevadas de Moçambique, sendo nela que nascem muitos dos rios que descem para Leste em direcção ao Índico.

Nas suas montanhas nascem águas de elevada pureza, sendo as da serra do Vumba já comercializadas, com distribuição e excelente aceitação em quase todo o País.

A capital é Chimoio, importante centro económico da Província.

Vila Manica, cidade que vive do comércio fronteiriço, é o segundo centro urbano da região.

As etnias mais representativas são os Shona, os Sena e os Ndau.

Como Chegar

Do Zimbabwé, por estrada, pela fronteira de Mutare/Machipanda, e da Beira pela EN6. Por via aérea, em voos regulares. Via terrestre, a partir de Maputo, pela EN1, com desvio em Inchope pela EN6, para Beira e Manica. Também por combóio, a partir da Beira.

Veja mais

Onde Ficar

Manica dispõe de vários estabelecimentos hoteleiros, que podem ser contactados através de agências de viagens ou directamente consultando a rubrica “Alojamento”.

Veja mais

Pontos Turísticos

Caminhadas e escaladas na Serra do Vumba, a mais de 70 Km de Chimoio, acompanhados por guias locais, desfrutando admiráveis paisagens. Também as montanhas de Penhalonga, ao longo da fronteira com o Zimbabwé, oferecem aos amadores de montanhismo excelentes condições para a prática desse desporto.
Em Chimanimani, numa reserva transfronteiriça com o Zimbabwé que, do lado moçambicano, ocupa uma área de 1756 Km2 e que inclui o monte Binga, o ponto mais elevado de Moçambique (2436 m) e onde se situam as “montanhas dos espíritos”, um local sagrado para os habitantes locais.
É uma zona de paisagens invulgares, com uma grande variedade de fauna e flora.

Veja mais

Para Visitar

Em Chimoio, o mural na Praça dos Heróis, monumento alusivo à independência, a Mesquita e a Biblioteca Provincial, instalada num edifício representativo da arquitectura colonial.
Em Vila Manica, passando pelas históricas portas da Vila, para quem vem de Chimoio, o museu de Geologia, instalado numa bela casa de arquitectura nitidamente colonial, que reúne uma variada e rara colecção de minerais e rochas, espelhando a riqueza da Província neste sector
. Próximo de Vila Manica, a fortaleza de Macequece, construída quando os portugueses tornaram efectiva a ocupação do território onde já se encontravam pelo acordo estabelecido com o antigo império do Monomotapa.
A 5 Km de Chimoio, a “Cabeça do Velho”, incrível e natural formação rochosa que mostra o perfil de um velho.
A cerca de 50 Km de Chimoio, a barragem de Chicamba Real, no Revué, com um paredão invulgar e, um Km mais acima, um miradouro com uma magnífica vista sobre o lago da barragem. Neste local também pode ser observada uma fauna diversificada, de aves raras. É um local que os entusiastas de fotografias espectaculares não devem deixar de visitar.
Em Chinhamapere, local sagrado para os habitantes locais, podem ser admiradas pinturas rupestres que atestam a ocupação humana desde tempos imemoriais. A 20 Km a norte de Manica, junto à Fronteira com o Zimbabwé, estendem-se as montanhas de Penhalonga habitadas pelos Shonas, onde é possível admirar as Suas tradicionais casas pintadas em vários tons obtidos a partir da mistura de argilas.

Veja mais

Onde Comer

Nos restaurantes podem-se saborear boas refeições confeccionadas com produtos frescos locais.

Veja mais

Festas E Eventos

Caminhadas e escaladas nas muitas elevações existentes, entre as quais o monte Binga.

Onde Comprar

A cerâmica, as esculturas em madeira e pedra, a cestaria e os trabalhos em madeira e palha com destaque para os famosos cadeirões de Chimoio podem ser encontrados em estabelecimentos ou nos próprios artesãos.

Veja mais

Prática de Desportos

A agricultura em Manica depende da regularidade das chuvas e a sua ausência traz o desespero às populações pelo receio de fome e sede que a mesma acarreta. Numa região em que o sagrado faz parte do quotidiano, a invocação dos espíritos, segundo rituais muito antigos presididos pelos curandeiros espirituais, é comum nas aldeias locais, para pedir a chegada das chuvas.

Veja mais

pt_PTPortuguese
en_GBEnglish pt_PTPortuguese